Corridos

Abalou Capoeira Abalou

Abalou capoeira abalou,
o abalou vem abalar.
(Abalou capoeira, abalou.)
E abalou vem abalar.
(Abalou capoeira, abalou.)
E abalou vai abalar.
(Abalou capoeira, abalou.)
E agradeço a Deus do céu.
(Abalou capoeira, abalou.)
A balou deixa abalar.
(Abalou capoeira, abalou.)

Abalou capoeira, abalou
Abalou, deixa abalar
(Abalou capoeira, abalou)
Oi, quem quiser moça bonita
(Abalou capoeira, abalou)
Oi, vá na Ilha de Maré
(Abalou capoeira, abalou)
Oi, de uma mão quebro bolacha
(Abalou capoeira, abalou)
Oi, com a outra bebo café
(Abalou capoeira, abalou)
Ô, em casamento eu não falei
(Abalou capoeira, abalou)
Oi, mas fica quando Deus quiser
(Abalou capoeira, abalou)
Oi, cada cavalo uma mula
(Abalou capoeira, abalou)
Oi, da donzela Teodora
(Abalou capoeira, abalou)
Oi, quem não pode com mandinga
(Abalou capoeira, abalou)
Oi, não carrega patuá
(Abalou capoeira, abalou)
Mas se abalou, deixa abalar
(Abalou capoeira, abalou)
Oi, se abalou, deixa cair
(Abalou capoeira, abalou)
Oi, abalou, deixa abalar…
(Abalou capoeira, abalou)

Ai ai ai ai

E ai, ai, ai, ai,
o São Bento me chama.
(Ai, ai, ai, ai,)
São Bento me quer.
(Ai, ai, ai, ai,)
Pra jogar capoeira
(Ai, ai, ai, ai,)
E me joga no chão
(Ai, ai, ai, ai,)
E apanha a cengonha,
(Ai, ai, ai, ai,)
E se joga no chão.

Dona Maria como vai você?

Vai você, vai você
(Dona Maria como vai você?)
Mas como passou, como vai você?
(Dona Maria como vai você?)
Joga bonito que eu quero aprender
(Dona Maria como vai você?)
Quero aprender a jogar com você
(Dona Maria como vai você?)
Faça jogo de baixo que eu quero ver
(Dona Maria como vai você?)
Como vai você, como vai você?
(Dona Maria como vai você?)
Joga bonito que o mestre quer ver
(Dona Maria como vai você?)
Capoeira não é karaté
(Dona Maria como vai você?)
Joga bonito pra mim aprender
(Dona Maria como vai você?)
Ê como vai, como passou
(Dona Maria como vai você?)

Capoeira, é defesa, ataque

Capoeira, é defesa, ataque
a ginga de corpo e a malandragem, Capoeira

(é defesa, ataque
a ginga de corpo e a malandragem)

São Fransisco Nunes
Preto Velho meu avô
Ensinou para o meu pai
Mas meu pai não me ensinou, Capoeira

(é defesa, ataque
é ginga de corpo e a malandragem)

O Maculelê
é a dança do pau
Na roda de Capoeira
é no toque do berimbau, Capoeira

(é defesa, ataque
é ginga de corpo e a malandragem)

Eu já tive em Moçambique
Eu já tive em Guinè
Tô voltando de Angola
Com o jogo de Malè, Capoeira

(é defesa, ataque
é ginga de corpo e a malandragem)

Se você quer aprender
Vai ter que praticar
Mas na roda de Capoeira
É gostoso de jogar, Capoeira

(é defesa, ataque
é ginga de corpo e a malandragem)

Chuê Chuà

Eu pisei na folha seca
De fazer chuê chuà
chuê chuê chuê chuà
Eu vim fazer chuê chuà
(chuê chuê chuê chuà)
Eu vim fazer chuê chuà
(chuê chuê chuê chuà)
Eu vim fazer chuê chuà
(chuê chuê chuê chuà)

Là vai viola

Iêê là vai viola
(Tin , tin , tin , tin la vai viola)
mas que jogo bonito esse jogo de Angola
(Tin , tin , tin , tin la vai viola)
Iêê là vai viola
(Tin , tin , tin , tin la vai viola)
Viola meu bem viola
(Tin , tin , tin , tin la vai viola)

Luta e Brincadeira

Bem-te-vi vuo, vuo
Bem-te-vi vuo, vuo,
deixa voar…

Laaa laue, laue laue laua

Oh laue laue laue

Laaa laue, laue laue laua

Que som, oi que arte essa,
de luta e brincadeira,
Que roda, marvilhosa essa,
é o arte capoeira,
Em cada som, em cada toque,
em cada ginga, tem um estilo de jogo

Em cada som, em cada toque,
em cada ginga, tem um estilo de jogo,

Laue Laue la

Laaa laue, laue laue laua

Oh laue laue laue

Laaa laue, laue laue laua

Eu berimbau, que comanda esse roda,
esse roda, que ja vai comecar
Em cada som, em cada toque,
em cada ginga, tem um estilo de jogo

Em cada som, em cada toque,
em cada ginga, tem um estilo de jogo,

Laue Laue la

Laaa laue, laue laue laua

Oh laue laue laue

Laaa laue, laue laue laua

Que som, marvilhosa esse
Que nos da liberdade
Que roda, marvilhosa essa
Que nos da energia
Em cada som, em cada toque,
em cada ginga, tem um estilo de jogo

Em cada som, em cada toque,
em cada ginga, tem um estilo de jogo,

Laue Laue la

Laaa laue, laue laue laua

Oh laue laue laue

Laaa laue, laue laue laua

O sereia

o sereia, o sereia

coro: o sereia, o sereia

Pela docura do teu cantar
eu me vejo obrigado a parar
pela docura do teu cantar
eu me vejo obrigado a parar

o sereia, o sereia

coro: o sereia, o sereia

Na noite e de lua cheia
ta sentado junto a mar
quando de longe eu ouviu
o canto de uma sereia

o sereia, o sereia

coro: o sereia, o sereia

Eu sou filho de Ogun
sou filho da Iemanja
tanto faz eu ta na terra
ta na aqua, ta no mar

o sereia, o sereia

coro: o sereia, o sereia

Oi sim sim sim

Oi sim sim sim
Oi não não não

(Oi sim sim sim
Oi não não não)

Mas hoje tem amanhã não
Mas hoje tem amanhã não

(Oi sim sim sim
Oi não não não)

Mas hoje tem amanhã não
Olha a pisada de lampião

(Oi sim sim sim
Oi não não não)

Mas hoje tem amanhã não
Mas hoje tem amanhã não

(Oi sim sim sim
Oi não não não)

Olha a pisada de lampião
Olha a pisada de lampião

(Oi sim sim sim
Oi não não não)

Oi não não não
Oi sim sim sim

(Oi sim sim sim
Oi não não não)

Paranà ê

Vou dizer minha mulher, Paranà
Capoeira me venceu, Paranà
(Paranà ê, Paranà ê, Paranà)
Ela quis bater pè firme, Paranà
Isso não aconteceu, Paranà
(Paranà ê, Paranà ê, Paranà)
Oh Paranàuê, Paranà
Paranàuê, Paranà
(Paranà ê, Paranà ê, Paranà)
Assim dera que o morro, Paranà
Se mudou para a cidade, Paranà
(Paranà ê, Paranà ê, Paranà)
É batuque todo dia, Paranà
Mulata de qualidade, Paranà
(Paranà ê, Paranà ê, Paranà)
Vou mimbora pra Bahia, Paranà
Eu aqui não fico não, Paranà
(Paranà ê, Paranà ê, Paranà)
Se não for essa semana, Paranà
É a semana que vem, Paranà
(Paranà ê, Paranà ê, Paranà)
Dou no escondo a ponta, Paranà
Ninguem sabe desatar, Paranà
(Paranà ê, Paranà ê, Paranà)
Eu sou braço de marè, Paranà
Mas eu sou marè sem fim, Paranà
(Paranà ê, Paranà ê, Paranà)

Quem vem lá, sou eu

Quem vem lá – sou eu, quem vem lá – sou eu
Berimbau bateu, capoeira sou eu.

(Quem vem lá sou eu, quem vem lá sou eu
Berimbau bateu, capoeira sou eu.)

Eu venho de longe, venho da Bahia
Jogo Capoeira, meu nome é pezao

(Quem vem lá sou eu, quem vem lá sou eu
Berimbau bateu, capoeira sou eu.)

Lá vem a cavalaría da princesa Teodora
Cada cavalo uma cela, cada cela uma senhora

(Quem vem lá sou eu, quem vem lá sou eu
Berimbau bateu, capoeira sou eu.)

Sou eu, sou eu
(Quem vem lá?)
Mas sou eu brevenuto
(Quem vem lá?)
Venho montando a cavalo
(Quem vem lá?)
Venho fumando charuto
(Quem vem lá?)
Mas sou eu, sou eu, …

Sai sai Catarina

Sai sai Catarina
Sai, sai, catarina, sai do mar
venha ver idalina
(sai, sai,catarina)
saia do mar venha ver, venha ver
(sai, sai, catarina)
oi catarina, venha ver
(sai, sai, catarina)
sai do mar, venha ver, venha ver
(sai, sai, catarina)
saia do mar, idalina vem ver
(sai, sai, catarina)
venha ver, venha ver,
venha ver, venha ver
(sai, sai, catarina)

Sobe Mare

olha o pexe pulo na mare
olha o pexe pulo na mare
olha o pexe pulo na mare
olha o pexe pulo na mare

a mare ta cheia ia ia
a mare ta cheia io io
a mare ta cheia ia ia
a mare ta cheia io io

Oi a mare subio
sobe mare

oi a mare desceu
desce mare

Olha mare de mare
Vou pra ilha de mare
Olha mare de mare
Vou pra ilha de mare

Tem, tem, tem areia

Sereia mandou dizer
Sereia mandou falar
Que no mar tem muita areia
Tem muita areia no mar

Tem, tem, tem areia
Tem, tem, tem areia do mar

Tem, tem, tem areia
Tem, tem, tem areia do mar

Tem, tem, tem areia do mar
Tem, tem, tem areia do mar

Tem, tem, tem areia
Tem, tem, tem areia do mar